About Me

Operação da Polícia Federal cai como uma bomba na cena política de Ouricuri


Foto: Reprodução

O

 município de Ouricuri, sertão do Araripe, não fala em outra coisa depois que a Policia Federal deflagrou por lá 3 operações pesadíssimas que apuram contratações de empresas pela prefeitura para prestar serviços de transporte de alunos, locação de veículos para atendimento de demandas das Secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social, suposta contratação irregular de tendas e banheiros químicos, com sobrepreço na contratação dos serviços de aproximadamente 500%, além de contratos firmados com empresas constituídas por sócios laranjas para prestação de serviços gráficos e reprográficos à secretarias do município.

 

A nota da Policia Federal fala que desde 2012 as empresas controladas pelo mesmo grupo familiar vêm se beneficiando de vultosos contratos com a prefeitura de Ouricuri, os quais, segundo apontado pela Controladoria-Geral da União, são viciados e potencialmente superfaturados.

 

Pelas praças e pelas emissoras de radio local o assunto continua vivo. Os crimes apontados são peculato, fraude em licitações, corrupção passiva e consequente lavagem de dinheiro, em contratos firmados pela prefeitura.

 

Apesar de ter um amigo irmão preso da operação, o prefeito Ricardo Ramos (PSDB), publicou nota garantindo que não está sendo investigado, mas que mesmo assim recebeu a operação com “perplexidade”.

 

“O prefeito Ricardo Ramos registra que confia plenamente na inocência das pessoas investigadas. Ele acredita no Poder Judiciário e que se coloca à disposição para contribuir com as investigações”, afirmou em nota a assessoria.

 

Enquanto os vereadores da base da administração municipal permanecem calados a oposição comemora e não deixa o assunto morrer. Na política funciona assim.


Fonte: Blog do Carlos Britto

  

Postar um comentário

0 Comentários