About Me

OPINIÃO: FACES DA POLÍTICA DE INTERESSES


U

m dia desses o esposo de Dra. Gabriela fazia oposição ferrenha (inclusive com discursos exaltados e tudo) ao então candidato a prefeito Alexandre Arraes (PSB). Ele era o candidato à vice na chapa com a Dra Socorro (PSL). 

Agora a Dra. Gabriela Reis Feitosa Batista assumiu o cargo de Diretora-Presidente da AEDA, em substituição a Professora Darticléa Albuquerque. Antes a mesma pediu exoneração da direção da FACISA - Faculdade de Ciências Humanas e Sociais de Araripina, sob protestos de alunos, em especial do curso de Direito, justamente porque não votou em Alexandre Arraes e ela sabia que seria exonerada do cargo, mesmo tendo as credenciais para permanecer assumindo com idoneidade a sua gestão. 

A professora Darticléa (velha raposa política do município) caiu no conto de fadas duas vezes. Primeiro foi convocada para assumir a Gerência Regional de Educação – GRE Sertão do Araripe – se eu não estiver equivocado, a convite do Assessor do Governador (isso evidente com o aval do Chefe de Cima) – Ricardo Arraes – ficando no cargo apenas por 05 (cinco) meses, sendo substituída pela Professora Cleide Gualter (também exonerada). Depois para cumprir com promessas de campanha, e por ela e a família Albuquerque Lima ter apoiado – Alexandre Arraes e Valmir Filho, assumiu a AEDA – Autarquia Educacional do Araripe, mesmo com alguns acreditando que a escolha não fora acertada porque ela já vinha de um gestão turbulenta (foram os comentários que captei no ar). Dois golpes certeiros dando provas de que político x político não dar para confiar. 

A Dra. Gabriela Reis tem todas as qualificações e justificativas para assumir a Autarquia Educacional, isso sem sombras de dúvidas. O que não entendemos é como um acontecimento tão repentino, que pegou todos de surpresa, fez com que o pedido fosse aceito sem uma informação ou lógica convincente para aqueles que se perguntam o porquê do eleitor (que votou em Leonardo Farias – mais de dezessete mil) não ser informado para não se pegos de supetão ou preparado para absorver o que acreditamos que para muitos foi um choque. Mas claro que a ideia foi estudada e os beneficiados aparecerão para dar uma satisfação ilógica dessa ousadia extrema que nos deixa a cada dia mais distante na crença da classe política. 

Agora por favor, não venham com a balela de que ela como Diretora da AEDA terá a “autonomia”, será protegida por sua “integridade” e “profissionalismo”, pois tais condições não são características essenciais do governo municipal. Ela terá sim que cumprir todos os mandamentos da cartilha do prefeito e de sua dama de ferro. 

Chegando a refletir sobre acontecimentos inesperados como esses, fatos que para muitos são marcantes e imprescindíveis para o enriquecimento da nossa política, podemos nos dar conta de que é impossível hoje acreditar em alguém que tenta lutar e criar melhores condições para a nossa população, eles estão sempre buscando melhorias que satisfaçam as suar ordens financeiras e os seus anseios pessoais. 

Agora quanto a Professora Darticléa, provavelmente ela usará da mesma artimanha política da qual foi responsável para o apoio a Arraes. A ex-vereadora Maria Augusta e a atual Vereadora Camila Modesto, filhas da professora, terão colo e braço para balança-las e afagá-las. Lembro-me do argumento quando do apoio da vereadora Maria Augusta ao atual prefeito Arraes, usando a velha estratégia de que no grupo da qual saíra, não havia espaço político para a sua família. Voltará para o mesmo grupo e será aberto um leque de opções para acomodar os Albuquerque, até o próximo capítulo e a mesma lengalenga. 

Em política, a comunhão de ódios é quase sempre a base das amizades 

Charles Tocqueville 


Postar um comentário

0 Comentários